Divagações

Pintura de Vicente Romero Redondo

Eis que de súbito, deu-me uma vontade de escrever e colocar neste papel os sentimentos que sufocam minha alma...
Sinto-me invadida por uma estranha e bela nostalgia, da qual fluem muitas lembranças dos tempos idos: da escola, dos passeios, dos sorrisos, dos antigos empregos e amigos, das tristezas, das aventuras e das alegrias. Tudo isso e muito mais, num misto de sofrimento e de felicidade. Pois é certo que por mais que a vida seja planejada, sempre faz questão de tomar um rumo inesperado e quando nosso passado é posto assim a desfilar por nossos olhos, percebemos o quanto tudo é incerto e indecifrável, assim como o destino e o futuro...

2 comentários

  1. É muitas vezes nos pegamos num fluxo de consciência onde saudade, nostalgia, alegrias, tristezas, incertezas e esperanças fluem intrinsecamente. Esse pensamento é super lírico. Parabéns! Beijo do Gonçalves.

    ResponderExcluir
  2. Oi Sidnei, vou te confessar algo inusitado: para mim a maior inspiração para escrever e despertar a criatividade sempre foi o sentimento de tristeza (real ou fictícia) e na época em que escrevi este pensamento estava tomada pela tristeza. Abraços!

    ResponderExcluir

© BLOG ENCANTO LITERÁRIO- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por